Gustavo Gouveia sugere rodízio de veículos em 23 cidades pernambucanas

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter

A fim de intensificar o isolamento social em Pernambuco, o deputado estadual Gustavo Gouveia protocolou, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a indicação n° 3865/2020 sugerindo a restrição na circulação de veículos em municípios pernambucanos. A solicitação foi direcionada ao Governo do Estado, aos gestores municipais de 23 cidades-polo das Regiões de Influência de Cidades Pernambucanas e a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

A recomendação é emergencial e deve ser seguida na forma de rodízios – dias ímpares somente poderão circular veículos com dígitos finais da placa ímpares; e dias pares somente poderão circular veículos com dígitos finais da placa pares. Tendo em vista proteger a vida, à saúde, de redução na disseminação do novo coronavírus – Covid-19, com a possível redução do fluxo de cidadãos nas vias públicas.

“Infelizmente chegamos ao ponto de precisar tomar atitudes mais sérias, a taxa se isolamento social em Pernambuco está abaixo de 50%, estamos longe do ideal. Por isso estamos solicitando novas ações aos municípios pernambucanos, com o esforço de todos conseguiremos atravessar esse momento mais rapidamente”, explica o parlamentar, que já protocolou outras indicações para auxiliar no combate ao novo coronavírus no estado.

A medida foi direcionada aos municípios considerados Redes de Influências, segundo estudo realizado pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (CONDEPE/FIDEM). São eles: Recife; Caruaru; Petrolina; Garanhuns; Serra Talhada; Afogados da Ingazeira; Araripina; Arcoverde; Palmares; Vitória de Santo Antão; Belo Jardim; Carpina; Goiana; Limoeiro; Ouricuri; Pesqueira; Salgueiro; Surubim; Timbaúba; Belém do São Francisco; Floresta São José do Egito; e Tabira.

“Nossa sugestão é que o rodízio dos veículos inicie ainda nessa semana e dure as 24 horas do dia, inclusive aos sábados e domingos. Na indicação explicamos que a medida deve durar enquanto estivermos em estado de calamidade pública, assim esperamos diminuir o fluxo de pessoas nas ruas”, ressalta Gustavo Gouveia, destacando que a restrição é suspensa no último dia de cada mês para que as famílias pernambucanas se organizem nas suas atividades domésticas.

Ficam excluídos da restrição de circulação os seguintes casos: transportes coletivos e de lotação, motocicletas, táxis, transporte escolar, e guinchos; todos devidamente autorizados a operar o serviço. Também não farão parte do rodízio os veículos: funerários, penitenciários, defesa civil, das forças armadas, dos Conselhos Tutelares, de assistência social, do Poder Judiciário, de coleta de lixo, dos Correios, aqueles ligados as atividades hospitalares e Imprensa.

Veja também: